Com a possibilidade de novas doses de vacinas, saiba que documentos levar quando houver disponibilidade em sua cidade

A rigor nenhum brasileiro deixará de tomar a vacina contra o coronavírus, mesmo no caso de que o cidadão não apresente nenhum tipo de documento na hora de receber a dose da vacina, de acordo com o plano da vacinação que foi apresentado pelo Ministério da Saúde. Porém, para que o processo das aplicações seja controlado, será necessário apresentar alguns documentos como o CPF ou o Cartão Nacional de Saúde (CNS), também conhecido como o Cartão SUS.

Esse cartão permite acessar o histórico de um paciente na rede pública de saúde ou privada. Caso o cidadão ainda não tenha o Cartão SUS, para emitir o mesmo deverá ir a uma unidade de saúde próxima a residência ou até à secretaria de saúde municipal. Para a emissão do cartão é necessário algum documento:

  • RG
  • CPF
  • Certidão de Nascimento ou casamento
  • PIS/PASEP (caso tenha)

Em algumas cidades é necessário apresentar um comprovante de residência, por isso confirme a informação na sua cidade. O cartão fica pronto no mesmo dia, sendo possível emitir a segunda via do documento que será exigido para a emissão da primeira via. Outra forma de emitir a segunda via é através do sistema SUS Online, para isso siga os passos abaixo:

  1. Entre no portal ou aplicativo Conecte SUS
  2. No caso de não ter uma conta, crie uma e faça o login
  3. O número do Cartão SUS será mostrado na tela à frente das letras “CNS” (Carteira Nacional de Saúde).

De acordo com o Plano de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, divulgado pelo Ministério da Saúde, todas as informações de todos os cidadãos que receberem a dose da vacina estarão no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI). Na plataforma estarão registrados todos os dados, como por exemplo, local da vacinação, nº de CPF / Cartão do SUS, data de nascimento, data da vacinação e fabricante, tipo de dose, nº do lote e validade do imunizante.

Caso o nome do cidadão não esteja na base de dados, não terá problema, pois o mesmo receberá a dose da vacina, o único requisito é que a pessoa comprove que está no grupo prioritário que corresponde à data da vacinação.

Print Friendly, PDF & Email
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA