Deputado Serafim Correa

O deputado Serafim Corrêa (PSB) disse que os 55 assassinatos ocorridos durante as rebeliões em unidades prisionais de Manaus representam a falência do sistema carcerário. A afirmação foi dada na manhã desta terça-feira (28), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

“Quanto aos fatos de domingo e segunda-feira, na minha leitura, demonstram a falência do sistema prisional amazonense, mas, sobretudo, brasileiro. Bom lembrar que a ordem para a matança ocorreu em Manaus, mas o pedido surgiu de um presídio federal em outro estado. A ‘falência’ é mais ampla do que a gente imagina. É importante alertar todas as autoridades de segurança, sejam locais ou nacionais. A situação do Brasil que estamos vivendo hoje é a de um caos completo”, lamentou o deputado.

A Mesa Diretora da Aleam encaminhará um requerimento às secretarias de Segurança Pública (SSP) e de Justiça (Sejus) do Amazonas para que as autoridades locais prestem esclarecimentos sobre os assassinatos dos presos. “Entendo que é importante que os secretários venham até à Assembleia para falar sobre o ocorrido”, disse Serafim.

O deputado defendeu que as autoridades de segurança e prisional, do judiciário e do Ministério Público, inclusive do Legislativo, se reúnam e discutam o problema. “Hoje, 70 % dos nossos presos são provisórios. Ali, terá pessoas que, ao final, serão absolvidas, mas quando saírem de lá, sairão muito piores do que entraram. É preciso que cada um veja de que forma pode ajudar no sentido de tudo isso se resolver o mais rápido possível e, principalmente, que o controle da situação volte para o Estado. Atualmente, a situação não está no controle do estado, está nas mãos das facções criminosas. Não é apenas aqui não. É no Brasil inteiro, lamentavelmente”, concluiu.

Gabinete do Deputado Serafim Corrêa (PSB)
Texto: Assessoria do Deputado
Gabinete (92) 3183-4425
Cristina Magda (92) 99166-2022
Luana Dávila (92) 98106-2186
Anderson Sales Tahan (92) 99123-4147 (Mídias Sociais e Web)
Foto: Marcelo Araújo

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA