Em dois dias, Governo do Amazonas atende 520 pessoas em situação de rua na Arena Amadeu Teixeira

As ações sociais do Governo do Amazonas de combate e prevenção ao coronavírus (Covid-19) para a população em situação de rua alcançaram, nesta quinta (26/03) e sexta-feira (27/03), 520 pessoas. Os atendimentos ocorrem no abrigo emergencial montado na Arena Amadeu Teixeira, na zona centro-sul de Manaus.

No espaço, coordenado pelas secretarias de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e de Assistência Social (Seas) e pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), os assistidos recebem roupas, itens de higiene pessoal e têm acesso a banhos e refeições, além de passarem por uma triagem médica realizada por servidores da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam).

De acordo com a secretária Caroline Braz, titular da Sejusc, o Governo do Amazonas está fazendo de tudo para que a população esteja segura e para que o coronavírus não se propague no estado.

“Essa é uma ação inédita no Estado do Amazonas. O Governo do Amazonas uniu suas secretarias do social, Sejusc, Seas e FPS, e a Defesa Civil também se uniu a nós para trazer suas equipes e realizar toda a administração da área. Hoje estaremos fazendo a desinfecção de toda a área externa do abrigo, por meio da Defesa Civil, que vai trazer seus caminhões para ajudar na limpeza. Nunca o Estado do Amazonas havia adotado uma postura tão ativa e feito uma ação exclusiva para essa população em situação de rua. Isso mostra o compromisso do governador Wilson Lima e do Governo do Estado com as pessoas que mais precisam”, destacou a secretária.

Sobre o abrigo emergencial, a titular da Sejusc reforça que o local é direcionado para a população em situação de rua que faz parte do grupo de risco para o coronavírus, que abrange idosos, gestantes, pessoas com doenças respiratórias e cardíacas.

Cleber Silva, um dos que foram atendidos no espaço, tomou banho, ganhou roupas e conseguiu se alimentar. Para ele, é muito importante o que o Governo do Amazonas está fazendo e também destaca que a medida ajuda a proteger toda população. “O que estão fazendo é uma maravilha, porque se um de nós [pessoas em situação de rua] pegar, todos os outros vão pegar também. É isso que eu imagino, porque estamos sempre agrupados”, afirmou, referindo-se ao coronavírus.

Apoio – Desde quarta-feira (25/03), quando foi aberto o abrigo emergencial, estão ajudando nos trabalhos as OSCs Movimento Comunitário Vida e Esperança; Lar Janell Doyle; Casa de Sara; Desafio Jovem de Manaus; Comunidade Nova Aliança; Centro de Formação Vida Alegre; Associação Mãos Amigas – AMA; Instituto de Ação Social Vida e Saúde do Amazonas (Iasvisam); Núcleo de Assistência a Criança e Família em Situação de Risco (Nacer); Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro Pop); Pastoral do Povo da Rua; Associação O Pequeno Nazareno (OPN); Arquidiocese de Manaus; Cáritas Arquidiocesana; Pastoral do Migrante; Inspetoria Santa Teresinha; Inspetoria Laura Vicuna; e Missão Vida.

Doações – De quarta-feira (25/03) a sexta-feira (27/03), 720 doações de voluntários individuais da sociedade civil foram entregues no abrigo. Além desta ajuda, os servidores do Estado que atuam no espaço contam com o apoio de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) e também de empresas privadas.

Até esta sexta-feira (27/03), as empresas privadas que realizaram doações para o abrigo foram Bemol e TV Lar, que ofertaram centenas de colchões, e o Centro Universitário do Norte (UniNorte) e Pharmakos D’Amazônia, que produziram milhares de fracos com álcool em gel que serão doados às casas que desenvolvem trabalho social junto aos idosos e grupos em vulnerabilidade social. O DB Supermercados doou 500 máscaras e 500 cestas básicas. Videolar-Innova S/A e Magistral doaram 6.500 tampas para embalagens de álcool em gel e 5 mil garrafas do tipo pet de 250 ml respectivamente.

Produtos de higiene e limpeza, roupas e cestas básicas podem ser entregues de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, na Arena Amadeu Teixeira. Basta parar o seu veículo em frente à bilheteria. O material será recolhido pelas equipes sociais que estarão no local, que buscarão minimizar o contato com os doadores.

No caso de doações em maior quantidade, oriundas de empresas privadas, é possível entrar em contato com a Sejusc por meio do telefone (92) 99324-5933.

FOTOS: Arthur Castro

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA