LÁBREA – DA REDAÇÃO – O auditório da Escola Santo Agostinho foi palco, no último dia 25 de abril, de um evento alusivo ao Dia da Malária. Na solenidade, estiverem presentes diversas autoridades e personalidades, entre elas o prefeito Gean Barros, Cecília Oliveira, que representou o Ministério da Saúde em Lábrea, o secretário de saúde do Município, Dario Vicente da Silva, e a Câmara Municipal foi representada pela Vereadora Brígida. O evento também contou com a participação da presidente da Associação de Pescadores de Lábrea, APEL, Francisca Batista, do chefe do IDAM em Lábrea, Carlos Antonio Pantoja, e o chefe de endemias, José Batista.

A presidente da APEL, Francisca Batista, abriu o evento afirmando que estava muito feliz em saber que o índice de malária diminuiu na região, o que é uma boa notícia para os pescadores, que era a categoria mais atingida. Segundo ela, o fato de os pescadores pescarem em rios e igarapés para buscar o sustento de suas famílias através da pesca os deixava mais expostos e vulneráveis à doença. Em seu discurso, Francisca agradeceu ao prefeito Gean Barros por não ter medido esforços para ajudar a Associação. Ela também agradeceu os prêmios que o prefeito deu para serem sorteados com os pescadores nesse evento em que se faz uma reflexão sobre a malária.

O Secretário Municipal da Saúde, Dario Vicente, enalteceu o trabalho dos organizadores do evento e lembrou que 90% dos casos de infecção de malária estão na região norte, com grande incidência no Amazonas como um todo. Ele lembrou que ainda não existe vacina contra a malária, embora já esteja em testes alguns estudos a respeito, mas lembrou que por enquanto o que se pode fazer é investir em prevenção e no caso de suspeitas de infecção, procurar atendimento médico imediatamente, pois é importante a detecção e diagnóstico precoce para amenizar os efeitos.

O Secretário lembrou que a malária não é uma doença contagiosa e que uma pessoa doente não é capaz de transmitir a doença diretamente a outra pessoa, já que é necessária a participação de um vetor (a fêmea do mosquito Anopheles, também conhecida como mosquito prego, quando infectada por Plasmodium, um tipo de protozoário).

O prefeito Gean Barros, por sua vez, parabenizou a atitude da equipe de Endemias em reunir-se com a Associação dos Pescadores. “O pescador é um profissional digno, que obtém da pesca o sustento de suas famílias e também traz à mesa da população o peixe para o almoço do dia a dia, aquecendo a economia do Município, mas que em razão disso fica exposto a sofrer a picada do mosquito da malária”.

Gean Barros pediu ainda, em seu discurso, que os manifestantes aproveitassem bem o vídeo e a palestra para aprenderem sobre as medidas a serem tomadas como prevenção à doença. Ao falar sobre a presidente da entidade, Francisca Batista, o prefeito enfatizou que ela é uma pessoa guerreira, que tem feito um grande trabalho em favor dos pescadores de Lábrea e região.

CLIQUE NA PRIMEIRA IMAGEM PARA ABRIR O ÁLBUM

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA