Deputado faz apelo dramático ao governo por aparelhos respiradores

Deputado federal Átila Lins fez um levantamento e constatou que 50 municípios do interior do Amazonas não possuem respiradores para o atendimento a pacientes com quadro grave de coronavírus

O deputado federal Átila Lins (PP) distribuiu mensagem a prefeitos do Amazonas informando-lhes que fez “um apelo dramático” ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Ele quer que o governo federal envie, com urgência, dois aparelhos respiradores mecânicos para socorrer hospitais de 50 municípios amazonenses.

O pedido está no contexto de providências para preparar as cidades para o avanço do novo coronavírus no interior do Estado.

O deputado apresentou ao ministro um levantamento da quantidade desse equipamento existente no interior.

Segundo ele, dos 61 municípios do Amazonas, excetuando a capital, há somente onze aparelhos à disposição.

Ele relacionou Coari e Tabatinga que dispõem de doze, cada um; São Gabriel com quatro; Parintins e Manicoré, com três; Presidente Figueiredo, Tefé e Maués, com dois, cada; e Guajará, Barcelos e Apuí, com um apenas.

O equipamento é essencial para o atendimento de pacientes com grave quadro de coronavírus.

“O Amazonas já contabiliza 54 casos confirmados, com uma morte”, disse ele ao ministro.

Segundo Átila Lins, cada aparelho custa R$ 50 mil.

“É imprescindível nos anteciparmos ao agravamento da epidemia e tomarmos essas providências, considerando que o interior do Estado está completamente desguarnecido desse tipo de aparelho”, destacou, acrescentando:

“Não pudemos esperar essa pandemia evoluir aqui em nosso Estado, a exemplo do que já ocorre no Rio e em São Paulo. Nossa posição é de resguardo e preocupação com a população mais carente, que vive no interior, muito distante da capital”.

Átila informou aos prefeitos que o Ministério da Saúde começou a adquirir os respiradores e fez um alerta:

“No entanto, quero alertar que a situação é peculiar do Amazonas, um Estado continental, onde tudo é difícil e distante. Também quero destacar o esforço e a dedicação do governo do Estado, com a sua equipe de saúde, para enfrentar a crise. O governo federal precisa ajudar mais o Estado do Amazonas”, advertiu.

 

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA