“Vai ter BR 319, sim!”, diz ministro da Infraestrutura

Assim reagiu o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, em reunião com três governadores e um vice da Região Norte, além de quase a totalidade das bancadas parlamentares dos estados da Amazônia Ocidental, ao ser questionado se haveria vontade política do governo federal acerca do asfaltamento do trecho do meio da rodovia, que compreende cerca de 400 quilômetros.

“A minha indignação é a mesma de vocês em relação à conclusão da BR 319. Temos não só a vontade política como estamos criando as condições para que a rodovia tenha os licenciamentos necessários para que se torne um vetor de desenvolvimento da Amazônia”, diz Gomes, que já tinha anunciado que iria percorrer a estrada no período chuvoso.
Desburocratização dos licenciamentos – O deputado Marcelo Ramos, um dos articuladores da reunião, considerada inédita pela capacidade de reunir todas as bancadas do Norte em torno da estrada, diz que a atitude assertiva do ministro quando garante que a BR 319 é prioridade se confirma quando ele diz que a BR 319 será o primeiro projeto da uma nova Secretaria vinculada à Presidência da República.

“O ministro apresentou, inclusive, os cronogramas do licenciamento por meio desta Secretaria, que cumprirá a missão de tratar da desburocratização dos processos de licenciamento, que há anos têm sido entrave para a conclusão da rodovia.
O parlamentar, que ficou com a tarefa de produzir o documento subscrito pelo governador Wilson Lima e por senadores e deputados da bancada do Amazonas, em que se cobra a inclusão da BR 319 no Plano Nacional de Recuperação de Estradas do Ministério da Infraestrutura, disse que não esperava ter um saldo tão satisfatório do encontro.
“Não esperávamos sair da reunião com resultado tão positivo. Demos uma demonstração de união das bancadas dos estados da Amazônia Ocidental e o ministro de firmeza e compromisso com a Amazônia”, acrescentou.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA