Deputado Adjuto Afonso elogia gestão eficiente do prefeito de Lábrea e critica irresponsabilidade dos prefeitos de Tapuá e Beruri

Em discurso que divulgou nas redes sociais nesta terça-feira, dia 05, o deputado estadual Adjuto Afonso denunciou a situação vivida pelos municípios de Tapauá e Beruri, cujos gestores receberam recursos para enfrentarem essa pandemia, mas não estão na cidade. O caso mais grave, segundo ele, é o do prefeito de Tapuá, que recebeu 600 mil reais de recursos através do senador Eduardo Braga, mas está gastando em Manaus, sem comparecer ao seu município, que é onde ele deveria estar, ajudando a proteger a população.

Adjuto Afonso também lembrou de outro caso igualmente grave que acontece na cidade de Beruri, cuja prefeita também recebeu recursos e está ausente. O parlamentar disse que essa situação não pode continuar como está e instou os prefeitos de ambas as cidades a regressarem imediatamente ao trabalho e fazer o que for possível para impedir o avanço da covid-19 e ajudarem suas respectivas populações.

Lábrea como modelo de gestão pública eficiente
Apesar de criticar as duas cidades cujos chefes do poder Executivo não estão fazendo um trabalho decente, como deveria ser, o deputado Adjuto elogiou o importante trabalho do prefeito Gean Barros, de Lábrea, que tem dado um exemplo de gestão. A cidade só conta com um hospital e se vira com o que tem e com os insumos e epis enviados pelo governo do Estado.
“Quero registrar o modelo de gestão. São dois municípios próximos e Tapauá tem um gestor irresponsável, enquanto em Lábrea temos um gestor que tem responsabilidade”, afirmou. Adjuto teceu elogios também ao diretor do hospital em Lábrea e também ao secretário municipal de saúde que, juntos com o prefeito, estão conseguindo diminuir a curva de infecções da doença no município.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA